O LEGADO DE ABRIL NA HISTÓRIA DE UM PORTUGAL DEMOCRÁTICO

Vasco Lourenço e Alfredo Barroso - Num jantar que contou com mais de uma centena de pessoas, Vasco Lourenço e Alfredo Barroso partiram as suas memórias e evocaram os valores de Abril e o legado da "Revolução dos Cravos" na história de um Portugal democrático.

JOSÉ LUÍS JUDAS NO JANTAR DO CLUBE A LINHA

O Clube A Linha contou com a presença de José Luís Judas onde foi especificamente abordado o processo de concepção e execução da estratégia e do projecto que conduziu à vitória do Partido Socialista nas eleições autárquicas em Cascais, com o slogan "mudança tranquila".

VÍTOR RAMALHO NO CLUBE A LINHA

Vítor Ramalho, Presidente da Federação de Setúbal do PS, recordou a matriz genética do partido Socialista, debruçando-se especificamente sobre os desafios autárquicos com que o PS se vê confrontado no Distrito de Setúbal, apresentando a estratégia política seguida nas últimas eleições autárquicas, bem como o caminho que se está a trilhar naquele distrito.

OS DESAFIOS DO CRESCIMENTO ECONÓMICO

Vieira da Silva e Pedro Marques - Cascais acolheu José António Vieira da Silva e Pedro Marques para mais um debate promovido pelo Clube A Linha, onde os convidados partilharam com o auditório, a sua visão sobre os desafios que Portugal enfrenta em matéria de crescimento económico.

OS DESAFIOS AUTÁRQUICOS DE 2013: CONTRIBUTOS PARA A ACÇÃO POLÍTICA

José Junqueiro - Perante um auditório lotado, José Junqueiro sublinhou a importância das próximas eleições autárquicas para o Partido Socialista, onde se irão sentir pela primeira vez os efeitos da limitação de mandatos.

domingo, 1 de março de 2009

Fernando Montenegro: Recordar João Martins Pereira

No Post de 21 de Novembro, o meu querido amigo João Santos recordava a figura marcante de João Martins Pereira (V. http://clube-a-linha.blogspot.com/2008/11/joo-martins-pereira-1932-2008-nova.html) e a sua forma de pensar a esquerda fora de qualquer alinhamento político-partidário.

Espero que alguns dos excertos dos seus textos, que iremos publicar ao longo do mês de Março, despertem a vossa curiosidade e abram caminho à discussão crítica sobre o pensamento de João Martins Pereira.
Fernando Montenegro




O Que Muda e Não Muda (um excerto)


"É bem conhecida a frase do aristocrata siciliano do romance (e do filme) «O Leopardo», no meio do tumulto ameaçador da revolta liberal: «É preciso que algo mude para que tudo fique na mesma». Temos aí a expressão mais feliz do que entende a direita quando fala da mudança». Entende - porque o «discurso da mudança» foi coisa que deu à direita só em tempos bem recentes. Antes, assumia-se como conservadora, no limite reformista, e isso ia-lhe chegando para ganhar eleições - ou para as ignorar. Só quando sábios «cientistas políticos» decidiram que tinha chegado o fim das ideologias e que a grande massa indifenrenciada do «eleiotrado médio» deixara de se motivar por questões ideológicas para apenas se reger por critérios de pragmatismo e «utilidade», a direita «mudou» o seu discurso: mudança, modernização, desenvolvimento, reformas estruturais passaram a fazer parte do seu vocabulário.


[...]".


In: João Pereira Martins, As voltas que o capitalismo (não) deu, Ed. Combate, p. 14


4 comentários:

João Silva disse...

Não podia estar mais de acordo.
Ab,
João Silva
Castelo Branco

Anónimo disse...

Caro amigo,
Obrigado pelo texto que nos trouxe.
É sem dúvida um autor a descobrir.
João Silva
Oeira

Luís Lima disse...

Obrigado pela sugestão.
Abraço,
Luís Lima
Cascais

Anónimo disse...

Fernando, tenho escrito no meu blog e no jornal on line O Rebate alguns artigos em que o comportamento da direita e das esquerdas, sempre divididas, é avaliado o mais imparcialmente possível, e tecnicamente observado do ponto de vista do marketing e da construção da imagem das pessoas que dão rostos às ideologias. Tento ser imparcial, embora a minha formação tenha sido feita à esquerda e o meu aprendizado feito na militância política e partidária. Às vezes sofro criticas pela direita e pela esquerda, pois de ambos os lados, são poucos os que admitem que tem e que podem melhorar, até em defesa das suas próprias posições. Quando puder veja no http://analuciaaraujo.bloguepessoal.com e pesquise algumas palavras-chave sobre política.

Ana Lúcia Araújo